Comissão científica

  • Adalton Guimarães Ribeiro
  • Ávila Teixeira Vidal
  • Alexandre Lemgruber
  • Amanda Oliveira Lyrio
  • Ana Carolina de Freitas Lopes
  • Annemeri Livinalli
  • Betânia Ferreira Leite
  • Bruna Cabral de Pina Viana
  • Clarice Moreira Portugal
  • Daniela Melo
  • Fabiana Gomes de Campos
  • Fernando Anschau
  • Fotini Santos Toscas afernando
  • Francisco Caccavo
  • Helder Cassio
  • Jonas Tadeu Cau Sertorio
  • Juliana Alvares
  • Kathiaja Miranda Souza
  • Laís Lessa Neiva Pantuzza
  • Maria de los Ángels
  • Niege Tavares Ucha Rodrigues
  • Priscila Gebrim Louly
  • Suely Nilsa Guedes de Sousa Esashika
  • Tatiane Ribeiro
  • Tiago Pereira
  • Valeria Monteiro do Nascimento

Organizadores

Rebrats

A Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde, cuja Secretaria-Executiva é realizada pelo Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias e Inovação em Saúde (DGTIS), da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (SCTIE) do Ministério da Saúde, é uma rede composta de Núcleos de Avaliação de Tecnologias em Saúde (NATS), disseminados pelo país, e constituída por elaboradores de estudos de ATS, entre outras competências.

A Rede é uma estratégia para viabilizar a elaboração e a disseminação de estudos de ATS prioritários para o sistema de saúde brasileiro, contribuindo para a formação e a educação continuada na área.

RedETSA

A Rede de Avaliação de Tecnologias em Saúde das Américas, gerida pela OPAS,é uma rede formada por diferentes instâncias de 18 países, tais como: ministérios de saúde, autoridades reguladoras, agências de avaliação de tecnologias em saúde, centros colaboradores da OMS e instituições de educação e investigação das Américas.